Você está em: Inicial » Destaques // Notícias // São Tomé e Príncipe » São Tomé e Príncipe licencia segunda operadora de telecomunicações

São Tomé e Príncipe licencia segunda operadora de telecomunicações

A instalação do cabo, que vai aumentar a velocidade das telecomunicações em São Tomé e Príncipe, está avaliada em 25 milhões de dólares americanos.

São Tomé – Uma nova operadora de telecomunicações será licenciada no primeiro semestre de 2012 em São Tomé e Príncipe, anunciou o ministro das Obras Públicas, Infraestruturas e Recursos Naturais, Carlos Vila Nova.
Carlos Vila Nova anunciou a entrada de uma nova operadora de telecomunicações durante a cerimónia de amarração do cabo submarino de fibra óptica na comunidade piscatória de praia Melão, nos arredores da cidade de São Tomé.
Desde 2004, o mercado das telecomunicações foi liberalizado, acabando assim o monopólio da Companhia São-tomense de Telecomunicações (CST), empresa de capital misto entre a Portugal Telecom e o Governo são-tomense.
A CST detém cerca de 120 mil clientes na rede móvel e 1.000 da internet.
O administrador e delegado da CST, João Jardim, afirmou que a empresa não teme a concorrência e sublinhou que melhorias estão sendo feitas para melhorar os seus serviços, apontando como exemplo a instalação do cabo de fibra óptica no centro da cidade ao arquipélago.
José Diogo, director executivo da STP Cabo, empresa são-tomense que vai gerir os negócios de venda das capacidades do cabo. referiu que só em outubro de 2012 os
são-tomenses poderão desfrutar deste novo serviço avançado de telecomunicações.
A instalação do cabo, que vai aumentar a velocidade das telecomunicações em São Tomé e Príncipe, está avaliada em 25 milhões de dólares americanos.

Deixe um comentário





Voltar à página anterior Imprimir esta página

Patrocinadores


  • logo_aa

Design e Desenvolvimento - MagicSite Internet Solutions