Você está em: Inicial » Angola // Brasil // Cabo Verde // Crônicas // Galiza // Goa, Damão e Diu // Guiné-Bissau // Literatura Prosa // Macau // Matérias Especiais // Moçambique // Países // Portugal // São Tomé e Príncipe // Timor Leste » MATANDO A FOME – De Ângela Ottoni Delgado

MATANDO A FOME – De Ângela Ottoni Delgado

            MATANDO A FOME

  http://www.bisous-angela.blogspot.com

 

            Esta noite dormi mal, pois meu corpo tem um ciclo diverso ao de minhas ideias, que são notívagas, em desrespeito a quem gosta de dormir antes das galinhas.

Basta que me deite e relaxe, para que aquelas despertem, fazendo-me perder o sono no acende – apaga do abajur, no intuito de não deixar que se volatilizem, as ideias, não as galinhas, porque estas, como todos sabem, voam mesmo. Baixo, mas voam.   

E a inspiração desta noite faz-me contar que havia sido convidada para uma degustação em um lugar especial.

O ambiente era bastante acolhedor. Uma série de sofás com fones de ouvido por toda parte. Assim que nos instalamos, o garçom trouxe o menu.

            Hoje temos como entrada o levíssimo Concerto número 2 de Paganini, com Nicola Hall.

Se preferirem Verdi, temos “La Traviata”, ou podemos oferecer também Sabine Meyer interpretando “Rigoletto! A degustação do “Concerto de Brandenburgo” de Bach também é possível, assim como Mozart à la Carte.

Como pièce de résistence, temos o trio das cantoras portuguesas Mafalda Arnauth, Katia Guerreiro e Cristina Branco.

Roberto Carlos está em falta. Mas Roberto Vecchioni tem sido muito apreciado, assim como Marina de la Riva e Bethânia ao vivo.

Temos igualmente música árabe. E a sugestão da casa é música grega.

Às sextas oferecemos Charles Aznavour e Zélia Duncan. Aos sábados e domingos, a boa pedida são leituras saborosíssimas de deixar qualquer alma satisfeita.

            Ante tal fartura, quis dar uma olhadinha nas sobremesas, para ver se seria imperioso deixar algum espaço disponível.

            Sim, para finalizar temos Crème Brûlée e doces portugueses, incluindo Ninho de Ovos e Pastel de Belém, que ninguém é de ferro.

ÂNGELA OTTONI DELGADO

1 Comentário + Comentar

Deixe um comentário





Voltar à página anterior Imprimir esta página

Patrocinadores

  • logo_aa

Design e Desenvolvimento - MagicSite Internet Solutions