Você está em: Inicial » Angola // Brasil // Crônicas // Literatura Prosa // Matérias Especiais // Países » PROCRIAÇÃO – De Armando Ferreira dos Santos

PROCRIAÇÃO – De Armando Ferreira dos Santos

PROCRIAÇÃO

Quando este mundo foi construído pelas doces mãos de Deus

Que em intensos sete dias de trabalho chegou a perfeição

Fez o sol fez o ar o mar e o luar

Fez a vida florescer por todos os quadrantes do planeta terra

E abusando em sua brincadeira de criação

Fez do mundo uma imensa bola e a botou para girar

Fez montanhas criou lagoas criou todos os animais

Deu asas as aves para que em suas fragilidades pudessem voar

Criou florestas para proteger a água doce dos nossos mananciais

Criou montanhas e picos muito altos encoberto em nevoeiros

Para, protegido de olheiros, reparar possíveis erros

Dessa bela obra que acabara de criar

E como sua obra precisava ser perfeita

Fez a natureza se reciclar permitindo que em invisíveis porções

A água subisse aos céus e, limpa, como chuva,

Voltasse em forma de rios cachoeiras se infiltrasse na terra   

E em excesso escorresse para o mar

Essa mesma chuva que faltava para estabelecer as condições 

A que os seres vivos e respirântes necessitariam para se alimentar

Após algumas horas de um merecido descanso

Andando e vagamente pensando como tudo isto terminar!

Passeando pelas areias de uma praia qualquer, resolveu:

Vou criar o homem e a mulher!

Nos criou, nos chamou de filhos e deu-nos a liberdade de, com Ele, conversar

E, deu-nos outro aviso; os fiz para que saibam se procriar

E o homem, ainda ignorante e sem a mínima imaginação, a Deus indagou

E como Senhor?

Resposta de Deus; Ora basta que vocês aprendam a se amar

Amar, o que é isso senhor? Desta vez foi a mulher a fazer a pergunta

Ao que Deus pacientemente explicou: Olhem o sol, ele ama a terra, olhem a chuva, ela ama as plantações, olhem a lua, ela ama o mar, olhem as florestas e os rios, eles se amam, tanto é que vivem a se entrelaçar. Vejam as estrelas elas amam o luar.

Vejam as montanhas, elas amam o sol, mas se fazem altas para namorar também com o mar.

Olhem os pássaros, eles amam a liberdade de voar. Olhem os peixes, eles nem querem saber de subir a tona para respirar, eles adoram nadar, a casa deles é o mar, eles amam esse lar

Olhem as nuvens, elas amam vocês, as mais claras farão sombras para lhes refrescar, as mais escuras, de tempos em tempos deixarão cair em aluvião todas as gotas de água que subiram e nelas se alojaram, elas irão virar nascentes se transformar em rios que irão correr ao mar, essa mesma água é para vos molhar, refrescar e alimentar. Além do que, tudo isto eu próprio o fiz com muito amor!

Mas, e daí, essa tal procriação, ainda não entendi como se faz? Mais uma vez o homem indagou         

Ora minha inocente criatura, olhem a natureza, vejam os animais, vejam as flores, os frutos das arvores como nascem crescem amadurecem e vão deixando suas sementes por todos os lugares, ali nascerão novas arvores que darão novos frutos, novas sementes… que tornarão a ser arvores frondosas que gerarão sementes…

Sim, mas, nós não somos arvores nem sementes e pelo jeito nem animais!

Como iremos transformar em realidade a tarefa que o senhor nos encomendou

Mais uma vez questionou o homem

Deus com toda sua bondade e paciência voltou a explicar: Olhe para você mesmo, eu te fiz com força nos braços para que possas dar conta dos trabalhos mais duros e pesados, para que você construa um abrigo para vocês, estas tuas pernas grossas e fortes é para agüentar o peso de teu corpo e do que carregares para construir um lar

Estou te provendo de inteligência para resolver alguns problemas que vocês terão que enfrentar

Entendam, seus olhos são para ver como o mundo e á vida são belos, seus ouvidos são para escutar todos os sons vindos da natureza, inclusive o canto dos pássaros, esses dois furinhos na ponta de seu nariz é para respirar isso que você nem vê, o ar

Você tem um corpo perfeito e com todos os movimentos necessários  para se locomover se proteger e proteger a mulher

A mulher tem tudo do que lhe falei mas, por conta de algumas tarefas que são somente e exclusivamente dela, ela, a mulher, será propositadamente frágil, pois, a tarefa dela é guardar a semente que nela plantarás e para isso ela não precisa de força exterior, mas, a força da mulher estará sempre em seu interior, ela ira chorar de tristeza, coisa que você nem pensará em fazer. Ela irá chorar de alegria, coisa que você nunca fará

Ela irá sorrir quando estiver triste e você, também, não entenderá

Mas, foi assim que a fiz, aparentemente frágil, aparentemente enigmática, aparentemente incompreensível… Caberá a você compreendê-la e protegê-la, você tem a força física justamente para isso

Caberá a você dar-lhe o bem estar pois é dela que sairá o produto do vosso amor e carinho     

Por que será dela a incumbência da alimentação primeira ao que dessa semente virá

É dela a providencia da proteção dessa semente entre seus braços com o carinho necessário para que essa semente possa vingar

É ela quem vai ensinar os primeiros passos e levantar a semente quando ela cair, em seu aprendizado do querer sozinha caminhar

E é para ela que essa semente dirá sua primeira palavra; mamãe.

Sim, mas, para que tudo isso aconteça, eu com minha força, com minha capacidade de pensar de me defender, faço o que? Desta vez, o homem parecia já um pouco irritado, achando que era muita conversa muito bla, bla, bla e pouca explicação

Aí, Deus também um pouco cansado de tanta lenga, lenga sentenciou: vão, vão-se embora, já mandei cair um pé d’água muito brabo pra molhar essa terra seca, e vem  muito frio por aí e não quero que vocês fiquem doentes, pois, vocês ainda não sabem se curar. Portanto, se escondam em alguma caverna, se cheguem um ao outro para que possam se esquentar e vocês logo, logo aprenderão a se amar   

Simples assim? Perguntou mais uma vez o homem

É! Simplesmente Deus respondeu.

*E lá se foram o homem e a mulher se protegerem como Deus mandou

É por isso que hoje, 17 / 12 / 2014, ás 5:00 horas da manhã levantei-me de minha cama ao abrigo desta “minha” morada e frente ao computador, maquina criada pelo homem, estou a lhes relatar como deu-se a procriação… Simples assim!

 

E Deus criou o homem e a mulher! Descansou por algum tempo e agora depois de milhões de centenas de anos, preocupado, fica a pensar;

será que errei na dose ??? 

                                                                             armando f. santos

                    armandopoesias_sv@hotmail.com           SOM/   FOLHETIM de CHICO B. com ROSA PASSOS

                                          São Vicente, 17 / 12 / 2014 = 5:10 as 6:47 horas desta manhã   

 

Deixe um comentário





Voltar à página anterior Imprimir esta página

Patrocinadores

  • logo_aa

Design e Desenvolvimento - MagicSite Internet Solutions