Você está em: Inicial » Angola // Brasil // Cabo Verde // Galiza // Goa, Damão e Diu // Guiné-Bissau // Literatura Poesia // Macau // Moçambique // Países // Portugal // São Tomé e Príncipe // Timor Leste » BARGANHA — Por EMANUEL MEDEIROS VIEIRA

BARGANHA — Por EMANUEL MEDEIROS VIEIRA

  BARGANHA

                 EMANUEL MEDEIROS VIEIRA

“Quanto mais escura é a noite/Maior é o brilho das estrelas/Quanto mais profunda é a dor/Mais perto estamos de Deus”

                                     (Fiodor  Dostoievski)

Quanto custou a barganha (que chamaram de “negociação política” – é impressionante como a verdade sofre nesses tempos sombrios) para salvar Michel Temer da degola?

Os cálculos variam.

Para alguns, a referida “negociação” (com aspas) para barrar as duas denúncias criminais contra Temer – segundo alguns – teve um custo  que pode chegar a R$32 bilhões.

Essa é a soma de diversas concessões e medidas do governo negociadas com parlamentares entre junho e outubro de 2017,

Negociação é eufemismo. Foi barganha mesmo.

Vivemos um momento de alta degradação e desalento.

Uma espécie de pessimismo coletivo paira no ar.

E para as próximas gerações?

O saudoso escritor João Ubaldo Ribeiro dizia que o melhor do futuro é que ele não estaria mais aqui…

Temer obteve os votos para barrar as denúncias.

Mas continuará a ser um presidente impopular, fraco, que absorve todas as chantagens.

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) divulgou uma nota na qual condena a “barganha na liberação de emendas parlamentares pelo governo” e faz um alerta sobre a situação social e política do país.

O que fazer? Não sei.

Mais jovem, eu diria (e foi assim que tentamos fazer depois do golpe de 64: botar o povo na rua – ir além do desencanto e do pessimismo).

Não adianta ficar apenas queixando-se em mesa de bar, ou em mensagem pela internet.

(Salvador, outubro de 2017)

Deixe um comentário





Voltar à página anterior Imprimir esta página

Patrocinadores

  • logo_aa

Design e Desenvolvimento - MagicSite Internet Solutions