Você está em: Inicial » Angola // Brasil // Cabo Verde // Crônicas // Galiza // Goa, Damão e Diu // Guiné-Bissau // Macau // Moçambique // Países // Portugal // São Tomé e Príncipe // Timor Leste » Buritama – Ana Maria Miranda Luna – São Paulo – Brasil

Buritama – Ana Maria Miranda Luna – São Paulo – Brasil

BURITAMA

Visualizar foto na mensagem

 

Tietê - Cópia.jpgBuri - Cópia.jpgPORTAL_DE_BURITAMA - Cópia.jpg

Quem mora em São Paulo sabe o quanto é bom sair um pouco para o interior do Estado.

Voltamos diferentes. Não sei precisar. Algo de puro, simples e bom retorna conosco.

Uma mistura de fogão a lenha com luar.

Ah! O luar! Insistia em nos acompanhar, quase a entrar pela janela e olhar dentro do meu interior.

O interior do meu interior.

Buritama.

Dista 535 km da capital, um pouco longe mas compensa conhecer. Logo de cara, tem três entradas. Na terceira, a que pegamos, a vista é de ficar quieto e admirar.

Apenas observe. Você chegou.

Buritama é um vocábulo indígena que significa terra dos buris, que são palmeiras encontradas na região.

Com um clima privilegiado e abundantes águas, proporciona altas temporadas turísticas.

Um enorme parque aquático para pescas, esportes aquáticos e lazer.

Lembrei de novo da chegada…

O que mais tem em uma cidade do interior?

Tem parente, tem amigos, tem bom dia, boa tarde e boa noite!

Tem visitas, cafezinho, bolo feito em casa, tem cheiros gostosos, tem abraço sem cansaço!

Foi imediata a comparação com outro interior que me apaixona no nordeste do país,

Bom Conselho me acompanhou no passeio. A cada visita aos tios, tias, primos e primas.

Já vivi o momento, já vi esse fogão com a chama subindo poderosa e sonora.

Morar no interior é adorável mesmo. Dá certa inveja, boa, se isso for possível…

Não consigo esquecer a chegada…

Muitas vantagens eu vi. A faculdade gratuita mais perto é em Araçatuba.

Todos os dias a prefeitura de Buritama leva os estudantes e os espera até 23 horas e lá vão eles felizes à procura de um caminho, de um futuro melhor.

As verduras mais fresquinhas, a carne mais macia, as frutas parecem mais docinhas ou será o carinho, aquele jeito mole da falar, aquela carroça que passa ou aquele com o chapéu de vaqueiro?

Será o cheiro do mato ou o cantar dos pássaros?

Ou a facilidade de marcar uma consulta? O dia que dá para fazer tudo?

Morar no interior é realmente morar. A gente conhece todo mundo pelo nome. Pergunta se está bem para saber mesmo se está bem. Troca receitas na rua vai à praça e entra na Matriz para dar uma rezadinha.

As casas são bonitinhas, sempre tem um prédio antigo com uma arquitetura diferente.

A prefeitura, o fórum e claro, a delegacia. Tudo parece tão pertinho, tão familiar, tão bom…

E o cheirinho do almoço nas panelas?

Tudo isso dá uma sensação de segurança, claro que existe lado feio do ser humano, não é o paraíso que fui visitar, mas existe algo diferente sim.

Existe algo de passado. Existe algo familiar. Existe algo de bom.

Mas olha, pisar nas águas límpidas do Tietê, olhar aquele “marzão” sem fim, não me faz esquecer a chegada.

Ah! Entre pela terceira entrada, sentido capital ao interior.

Não vai se arrepender.

É uma verdadeira delícia visitar Buritama.

As cidades pequenas são acolhedoras, confortantes!

Bom passeio!

Ana Maria Miranda Luna

São Paulo

www.bomconselhopapacaca.com.br

www.aresemares.com.br

 

 

 

 

1 Comentário + Comentar

Deixe um comentário





Voltar à página anterior Imprimir esta página

Patrocinadores

  • logo_aa

Design e Desenvolvimento - MagicSite Internet Solutions